Mercado volta a reduzir projeção para PIB em 2019
12/08/2019

Valor Econômico
SÃO PAULO - A mediana das projeções do mercado para o crescimento da economia em 2019 voltou a cair, de 0,82% para 0,81%, de acordo com a pesquisa semanal Focus, divulgada pelo Banco Central (BC) nesta quarta-feira. O boletim tem estimativas coletadas até o fim da semana passada.

Para 2020, no entanto, o ponto-médio das expectativas para a economia brasileira permaneceu inalterado em 2,10%, nível em que está há cinco semanas agora. O PIB do segundo trimestre será conhecido em 29 de agosto.

Por outro lado, a mediana das projeções dos economistas do mercado para a inflação oficial em 2019 voltou a cair, de 3,80% para 3,76%.

Para 2020, o ponto-médio das expectativas para o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) manteve-se nos mesmos 3,90% em que está há cinco semanas agora. Já entre os economistas que mais acertam as previsões, os chamados Top 5, de médio prazo, a mediana caiu de 3,82% para 3,77%.

Para os próximos 12 meses, a pesquisa indicou aceleração, de 3,66% para 3,68%.

O IPCA de julho ficou em 0,19%, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) na semana passada, vindo de 0,01% em junho e abaixo da mediana das estimativas entre 34 consultorias e instituições financeiras, calculada pelo Valor Data, de 0,25%. Em 12 meses, a inflação oficial está em 3,22%.

A meta de inflação a ser perseguida pelo BC é de 4,25% em 2019, 3,93% em 2020, 3,75% em 2021 e 3,50% para 2022, sempre com intervalo de tolerância de 1,5 ponto percentual para cima ou para baixo.

Em relação a 2020, o ponto-médio das expectativas para o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) recuou de 3,93% para 3,90% entre os campeões de acertos. 

Voltar

Empresas Associadas

Canais Sociais |
Mapa do Site      
Copyright 2019 - Instituto Aço Brasil